quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Do coração...

Boa noite Senhor!
Hoje sinto que a nossa ponte já não está firme. Sinto que já fomos mais! Tu, continuas com toda a paciência neste meu amor que é de tal forma imperfeito que Te deixa muitas vezes para depois, para o amanhã. Que nos distancia. Nos afasta. Mas Tu... Tu esperas. Tu tens o chão. Tens as palavras entre a luz e a escuridão. Tu tens a dor, tens o silêncio. Tens a Paz. Tens a loucura. Tu tens as mãos. Tens o desejo de que bata em nós um só coração. E eu???
Eu tenho o tempo... mas não tenho vontade. Eu tenho o dia, mas estou na noite. Eu tenho a terra mas não deixo que as Tuas mãos a moldem. Eu tenho coração mas não quero que o controles. Tu libertas demais. É uma liberdade exigentemente bonita, mas ao mesmo tempo, assustadora. E eu tenho medo! Porque moldei-me a uma protecção demasiado fechada. Eu gosto de Ti. Mas tenho medo de Te amar. Tenho medo que o Teu caminho me fuja. Tenho medo da Tua sinceridade. Tenho medo da Tua verdade completa. Eu quero ser mais, Senhor! Quero ser mais com o outro... quero ser mais do outro. Quero aprender a amar o próximo. Não quero só gostar dele. Não! Eu quero amá-lo. Quero fazer o que for preciso. Sem medo. Ajudas-me?! Eu quero construir pontes e não barreiras. Quero criar laços... quero viver esta nossa relação com seriedade. Sem mais promessas, sem mais esquecimentos... sem ser preciso uma casa, um momento de paragem, de reflexão, de interioridade, de silêncio exterior para nos encontrarmos.
Ensina-me, Senhor, a calar esta ansiedade, esta vontade de dizer palavras insignificantes e conseguir ouvir-Te. Ensina-me a deixar que me pegues ao colo com toda a protecção que me tens, com todo o mimo que me dás, com tudo o que o Teu amor transforma quando deixo que ele me inunde. Pois sei que a obediência a este amor é a procura incessante de um projecto de felicidade que deliciosamente traçaste para mim.
Tiras-me a cegueira?! A surdez?! Curas-me desta doença que nos afasta e me faz procurar-Te apenas quando o mundo desaba?! Fazes-me caminhar de novo... alegremente?!
Senhor, hoje, aqui me encontro de coração completamente em Ti!
(Adaptado: Oração Post-Convívio)

3 comentários:

  1. Com essas ou outras palavras, todos acabamos por cair nas mesmas dficuldades e pedir o mesmo conforto... Coragem, confiança, perseverança! Bejinho

    ResponderEliminar